sábado, 3 de maio de 2014

PESQUISA FALSA

Ao tentar dar uma mãozinha para Aécio Neves (PSDB-MG), a pesquisa Sensus cometeu um erro infantil que a desmascara.

Além da polêmica de "trapacear" ao colocar o nome de Aécio Neves em primeiro lugar em lista alfabética na pesquisa, em vez
de usar cartões circulares aleatórios, basta bater o olho para ver um absurdo lógico em termos de probabilidade estatística.

No cenário com 8 candidatos o número de Indecisos/brancos/nulos é 33,9%. É claro que quem rejeita 8 candidatos continuaria rejeitando 3 deles, certo? Não na pesquisa Sensus. No cenário com 3 candidatos, os Indecisos/brancos/nulos inexplicavelmente cai para 30,4%.

Na verdade o número de Indecisos/brancos/nulos tenderia a aumentar quando os candidatos são reduzidos de 8 para 3, pois haveria eleitores dos outros 5 candidatos que não votariam em nenhum.

O Instituto Sensus pode alegar que está tudo dentro da margem de erro. Ahã! Isso só confirma o quanto os números podem estar deturpados dentro da margem de erro.

Se alguém ainda tiver curiosidade de ver o resultado do Sensus, que não valem nada, por causa da contradição dos próprios números internos, os dados são estes:

Cenário com 3 candidatos:

Dilma Rousseff (PT) 35,0%
Aécio Neves (PSDB) 23,7%
Eduardo Campos (PSB) 11,0%
Indecisos/brancos/nulos 30,4%

Cenário com 8 candidatos:

Dilma Rousseff (PT) 34,0%
Aécio Neves (PSDB) 19,9%
Eduardo Campos (PSB) 8,3%
Pastor Everaldo (PSC) 2,3%
Randolfe Rodrigues (Psol) 1,0%
Eymael (PDC) 0,4%
Mauro Iasi (PCB) 0,3%
Levy Fidelix (PRTB) 0,1%
Indecisos/brancos/nulos 33,9%

Nenhum comentário: