quinta-feira, 10 de julho de 2014

O EFEITO “CONTRA A COPA” NA DERROTA DO BRASIL

O EFEITO “CONTRA A COPA” NA DERROTA DO BRASIL
ROGEL SAMUEL
 
Primeiro foi a tentacular propaganda interna e internacional de ”NÃO VAI TER COPA”, com passeatas e amplo apoio da grande mídia que torcia pela desmoralização do evento. Espalharam a mentira de que a saúde brasileira estava em crise devido aos gastos com a Copa (justamente para diminuir o efeito do “MAIS MÉDICO” com a vinda dos médicos cubanos etc.) Coisa diabólica: procuravam em nove hospitais até acharem um décimo que tinha doentes nos corredor para escandalizar nas TVs.
O meu porteiro dizia: “a Copa JÁ ERA”.
Outro retrucava: “Vai haver guerra nessa Copa”.
Todos diziam: “Gastos excessivos!”
Até professores universitários punham nos seus blogs imagens contra a Copa.
Tudo conspirava para um grande DESASTRE.
Os taxistas com quem eu conversava repercutiam o CONTRA (que na realidade era contra a Presidenta Dilma, não tinha nada de Copa).
Depois disseram que os estádios e aeroportos não estariam prontos. Que os turistas iam ser assaltados, que haveria uma guerra nas ruas com mortes e ranger de dentes.
Depois espalharam que a FIFA mandava no Brasil. Houve até um articulista famoso que perguntou a um policial ignorante por que não podia entrar naquela rua, e o policial respondeu: “A FIFA mandou!”
Depois aquela vaia, aquela agressão à Presidenta do nosso país, eleita por nossos milhões de votos: dizem que o estádio todo gitou “Dilma, vá tomar no c.!”
Depois noticiaram que A DILMA TINHA COMPRADO A COPA, que o Brasil ia vencer porque houve muito dinheiro envolvido.
Depois inventaram que o pai do NEYMAR  estava envolvido no contrabando da venda de ingressos.
Que mais?
Foi então que alguém atacou o Neymar pelas costas, apunhalando o Brasil pelas costas.
E depois tiraram o capitão do nosso time da Copa.
Que mais?
Então foi aí eu vi, que eu claramente vi, que os nervos dos nossos jogadores estavam em frangalhos.
A culpa é nossa!
Depois que eu li que uma adolescente nepalesa suicidou-se com a derrota do Brasil por 7 a 1 eu disse comigo mesmo: “ELA ERA MAIS BRASILEIRA DO QUE NÓS”!
Pois o desastre da Copa já estava preparado há muito tempo!
 
 

Nenhum comentário: