sábado, 13 de fevereiro de 2016

Jose Martí

José Martí



Jose Martí

Rogel Samuel


Famoso e pequenino poema o do cubano José Marti (1853–1895), por nós todos amado como o poeta da revolucionária rosa branca da paz:

Cultivo uma rosa branca,
em julho como em janeiro,
para o amigo sincero
que me dá sua mão franca.

Para o cruel que me arranca
o coração com que vivo,
cardo nem urtiga cultivo:
cultivo uma rosa branca.

Poeta da paz, marxista à sua maneira, amado em Cuba. Martí foi preso, condenado a trabalhos forçados. Sua saúde ficou abalada na prisão. Foi deportado. Morou na Espanha e em Nova Iorque. Funda o Partido Revolucionário Cubano. Martí morreu lutando na revolução de libertação de Cuba. Um intelectual fecundo, para ele "a melhor maneirade ser livre é ser culto.

Nenhum comentário: