sexta-feira, 18 de maio de 2018

havia uma igreja no alto


havia uma igreja no alto
de lá se descortinava
o grande mar o asfalto
por onde a estrada passava
ficava o mundo em pedaços
a praça os recomeços
as cartas de teu regresso
ficavam nas pedras os passos
a esquiva glória de amar
os pedaços de si mesmo
o meio a linha os traços
o espetáculo no espaço
a glória curta no ar
havia uma igreja no alto
e o plano do grande mar

ROGEL SAMUEL

quinta-feira, 17 de maio de 2018

TRÊS LIVROS

Obrigada pelo envio caríssimo
Rogel Samuel
Encheste-me de fortuna

FRANCISCA DE LOURDES LOURO

A 3ª REIMPRESSÃO DA 6ª EDIÇÃO

A 3ª REIMPRESSÃO DA 6ª EDIÇÃO NA SUA LIVRARIA...

quarta-feira, 16 de maio de 2018

A calota polar

A calota polar














"






A calota polar

Rogel Samuel





A calota polar está desaparecendo. Isto pode ser um gravíssimo acontecimento. Pode haver de tudo: aumento do nível das águas, deslocamento da massa das águas, eliminação do nível que hoje os oceanos têm, mudança de clima, etc. etc.

Não sei se isto pode eliminar a vida na Terra, mas o desequilíbrio pode ser grande.

Diz o jornal Publico, de Portugal: "Temperaturas do solo sempre congelado na Antárctida estão a subir durante o Verão.

Até aqui não havia muitos dados a nível mundial sobre o que se está a passar na Antárctida com o solo sempre congelado, o permafrost. Mas, graças às investigações na região da Península Antárctica, nos últimos nove anos, de uma equipa coordenada pelo Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa, começa a ter-se uma ideia: a parte superior dopermafrost tem vindo a aquecer.

Estes resultados foram apresentados numa sessão de divulgação no Centro de Estudos Geográficos (CEG), na segunda-feira. "Já sabíamos que havia um aumento das temperaturas do ar, que foi de 2,5 graus [Celsius] nos últimos 50 anos. Não se sabia era nada do que se passava no solo, não havia dados", explica ao PÚBLICO Gonçalo Vieira, coordenador do Grupo de Investigação em Ambientes Antárcticos e Alterações Climáticas do CEG".

Dizem que "o derretimento da calota Polar do Ártico não teria nenhuma influência no nível do mar, pois se trata de gelo flutuante. Isso significa que, em estado sólido ou não ,ele eleva o nível do oceâno igualmente. Nenhum aumento ocorreria no nível do mar, por motivo do derretimento dessa camada de gelo".


Mas o solo é que está esquentando.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

O livro secreto

O livro secreto








O livro secreto

Rogel Samuel


Quase frio. A tarde fria, úmida. Sem sol. Paira uma tristeza no ar. Sinto falta de um gole de café, viciado que sou. Quantos cafés tomo por dia? Li uma página de Montello sobre o Diário secreto de Humberto de Campos. Montello diz que ali estão algumas das mais belas páginas de Humberto de Campos. E das mais sofridas. Montello diz que não fala mal de ninguém em seus diários. São imensos volumes. Li dois deles. “O silêncio é também uma sentença”, conclui. Ascendino Leite relata a sua dificuldade de achar uma editora. Teve de pagar seus próprios livros, na maioria das vezes. A Itatiaia o publicou. Pedro Paulo, da Itatiaia, publicou muitos belos livros que não venderam. Encalhe enorme, que não preocupava Pedro Paulo: “Acabam vendendo”, dizia ele. Não fazia liquidação de seus livros. Editava com amor. Tinha mais de 5 mil títulos no catálogo.

domingo, 13 de maio de 2018

MINHA MÃE E O BUDISMO


MINHA MÃE E O BUDISMO

ROGEL SAMUEL


Minha mãe participou ativamente do budismo em certas ocasiões.
Um dia estava no Rio e lhe disse que não podia eu ir a um retiro budista para não deixá-la só.
- Eu vou junto, disse-me ela.
Era numa floresta belíssima com um córrego na montanha e o orientador era o Bikkhu Annuruddha, monje theravada já falecido do Ceilão.
No fim, ela me dizia:
- Foram os melhores dias de minha vida...
Depois, em Manaus, eu organizei o primeiro grupo budista da cidade e ela teve participação fundamental na organização...
Mais tarde fizemos uma longa prática em sua casa e ela convidou os vizinhos.
Era devota de Tara: Quando um monstruoso cão raivoso a atacou, ela só teve tempo de dizer: TARA TARA TARA – e o animal se apaziguou.
Espero que hoje ela esteja no universo de Tara. Na floresta de sândalos perfumada...


Thank you Henry Chia for your image

sábado, 12 de maio de 2018

DIA DAS MÃES



Dias das mães

Rogel Samuel


Que dirá no dia das mães?
Que ou como fazer a releitura em desenho da mãe?
Mãe protetora ou geradora mãe da vida?
Mãe que dá o leite da existência, a mãe fonte da onda, do tempo, da luz, da força?
Mater dolorosa do Cristo, mãe de todos nós...
Mãe-terra, mãe-água, mãe do universo...
Mãe anjo da guarda, mãe das coisas divinas e terrenas,
Mãe morta há muito tempo mas muito viva, mãe viva, mãe vida!


FOTO R. SAMUEL: BIARRITZ

sexta-feira, 11 de maio de 2018

MINHA MÃE



MINHA MÃE: "NÓS nos despedimos na Cancela sob a primeira luz da madrugada do Natal de 1897 - eu de minha mãe, nunca mais a vi - na presença de todos que ali estavam e de quem me não quero lembrar, no povoado de Patos em Pernambuco, de onde parti com duas mudas de roupa na mala, amarrada, costurada, com um cosmorama onde se avistavam as paisagens de Manaus, Belém, Paris, Londres, Viena e São Petersburgo."

jardim antigo

jardim antigo



um fato aconteceu
no silêncio das flores do jardim abandonado
entre os arbustos
e folhas secas

aumentaram as cores
a vivacidade variada
libertaram
não sabem a nenhum
germinam grandes entre pedaços de
estatuária
debaixo de pedras
dentro dos tanques surdos

somente perdidos anjos
e o cão preto
aquelas aves desgarradas
aquelas murtas velhas
não a vêem

à noite um lagarto verde
entre as estrelas azuis

as flores dormem

as flores há muito tempo lá estavam
elas dormem

ROGEL SAMUEL