segunda-feira, 15 de julho de 2013

Romance policial vira best-seller após revelação de que J.K. Rowling é autora

CORREÇÃO-Romance policial vira best-seller após revelação de que J.K. Rowling é autora

segunda-feira, 15 de julho de 2013 13:00 BRT
 
(Corrige no título para esclarecer que revelação de autoria do livro não foi feita por escritora J.K. Rowling) Por Amritha John LONDRES - Um romance policial escrito sob pseudônimo por J.K. Rowling alcançou nesta segunda-feira o topo da lista dos livros mais vendidos no Reino Unido, depois de revelado que ela era a verdadeira autora, o que deixou em situação desconfortável alguns editores que haviam rejeitado a obra. Rowling, que se tornou a escritora de maior sucesso comercial na Grã-Bretanha com a série Harry Potter, se apresentou como um policial militar aposentado chamado Robert Galbraith para escrever "The Cuckoo's Calling" (O Chamado do Cuco, em tradução livre). Sua identidade foi revelada no fim de semana por um jornal dominical britânico. Desde o lançamento, em abril, somente haviam sido vendidos 1.500 exemplares da edição de capa dura, mas nesta segunda-feira o livro chegou ao topo da lista dos best-sellers da Amazon britânica e deixou as livrarias e lojas online sem condições de atender à demanda. "É algo quase inédito um livro que não esteja nem sequer entre os 5.000 mais vendidos passar a número 1 tão rapidamente", declarou o gerente de livros da Amazon.cok.uk, Darren Hardy, em e-mail enviado à Reuters. Hardy disse que essa alta meteórica nas vendas significa que "The Cuckoo's Calling" se classificou como um dos candidatos a se tornar um dos livros mais vendidos do verão britânico. A editora Little, Brown, que no ano passado publicou a primeira obra de Rowling voltada para o público adulto, o livro "Morte Súbita", disse estar imprimindo novas cópias de "The Cuckoo's Calling" -história de um veterano de guerra que passa a atuar como o detetive particular Cormorant Strike, investigando a morte de uma modelo. "Esperamos publicar a próxima aventura de Strike no verão de 2014", informou a editora em um comunicado.

2 comentários:

José Ribamar Mitoso disse...

A CONFERÊNCIA DE CULTURA DE MANAUS ELEGEU 11 DELEGADOS PARA A CONFERÊNCIA ESTADUAL DE CULTURA .
CASO A SECRETARIA ESTADUAL SE OMITA , O MINISTÉRIO DA CULTURA GARANTIU QUE REALIZARÁ A CONFERÊNCIA DE CULTURA DO AMAZONAS E DISPONIBILIZARÁ PASSAGENS E HOSPEDAGENS PARA OS DELEGADOS DO AMAZONAS PARTICIPAREM DA III CONFERÊNCIA NACIONAL.



**********************************
Como delegados municipais de cultura de Manaus eleitos para a Conferência Estadual do Amazonas, vamos qualificar o debate na Conferência Estadual.
Devemos priorizar a consolidação do Sistema Nacional de Cultura e os debates que tematizarão a Amazônia na Conferência Nacional: Custo Amazônia , Valor Amazônia, Selo Amazônia, Microprojetos Amazônia Legal e Programa Cultura VIva para as Culturas Étnicas e Povos Tradicionais.

No Brasil, não é justo o mercado privatizar as renúncias fiscais, dinheiro público administrado por empresas, com a média de 5% dos proponentes , especialmente empresas cinematográficas, editoriais e fonográficas, captando 80% das renúncias nos últimos 25 anos.
Nem é justo a não implantação do sistema estadual de cultura possibilitar à indústria cultural amazonense privatizar 60% dos orçamentos públicos de cultura , sem licitação, e deixar apenas 1% para a diversidade cultural, incluindo as artes , as culturas étnicas , as tradições populares, a manutenção de direitos civis ( crianças e adolescentes, mulheres, gêneros) , defesa do patrimônio cultural e financiamento da criação.

Nas Conferências Nacionais de Cultura de 2005 e 2009 atuei como escritor e como professor da Universidade Federal do Amazonas.

Mas somos, sobretudo, representantes dos movimentos da Diversidade Cultural !
E vamos defendê-la !

ROGEL SAMUEL disse...

OBRIGADO PELA INFORMAÇÃO