quinta-feira, 9 de maio de 2013

A CHUVA NOS ESPELHOS

MARIA AZENHA
A chuva nos espelhos
 
“e de tudo os espelhos são a invenção mais impura”
(Herberto Helder)
 


vogais de água
há lugares onde chegam vogais de água
lugares novos espantados que assomam à memória
por redes vertiginosas

as suas entoações concentram-se em palavras fabulosas
palavras luminosas sur-
preendidas pelos castiçais dos ii

um projecto de água

digo:

transportar o sonho de um lado para outro
abrir com toda a força um buraco nos espelhos

3 comentários:

maria azenha disse...

Querido Amigo,

que bom receber seu mail com esta novidade...

Abraço amigo,

maria

ROGEL SAMUEL disse...

obrigado

ROGEL SAMUEL disse...

obrigado